Total de visualizações de página

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

* Os olhos do futuro *

Olhos grandiosos 
Olham, apenas...
Perpassam o horizonte desconfigurado
E onde se chega tudo é sugestivo...
A infinidade habita nestes olhos
Onde os outros olhos já exaustos não alcançam
Tão vividos são estes olhos vagos
Não olham para dentro
Não observam
Servos do instante
Servem?
Olham,e é isto!
Sem serviço ou desserviço
Carregam as possibilidades
De um tempo que há de vir...
Talvez.
17/07/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário