Total de visualizações de página

quinta-feira, 27 de abril de 2017

* Sinfonia das estrelas *

Palpita poesia
na dança das estrelas
Subliminar sinfonia
do coração universal
Há raios que se fazem lúmen
Há lótus a desabrocharem
Há a coreografia dos pássaros regida por seus cantos
Há carros com suas buzinas a rimarem umas com as outras
E mesmo em meio a fumaça fétida há de existir resquícios de poesia
Há a sutileza matematizável da consciência
a permear tudo isto e nós sentindo-nos
fracões de um
Gaia estende seu seio aos filhos sedentos de vida
E Apolo imponentemente, a guiar-lhes simultaneamente
A
S.O.S
ou
acompanhados
imersos profundamente
em meio a tamanha vastidão
um pedido de socorro, uma dúvida:
"is there life on Mars?"
Silêncio
um pouco de
Silêncio
Clamará nosso fragmento de coração
passo que captará a frequência
ancestral por vezes quando
sonharmos...
15/02/2016

terça-feira, 25 de abril de 2017

* Felino *


Sussurro ruidoso a erguer-se
Penumbra adiante ronrona
Sua boca antecede e saliva
Afiados os dentes
Um salto!
Na calada da noite tateia
O gosto ... cangote
A presa.

30/09/2016

* Nadar *


Quando por vezes
Teus sentidos pulsarem
Seguindo os sentimentos
Análogos a miragens
Ouro e pó
Pranto e gargalhada
Soarão como um só
Verás vozes
Vultos
Ecos
Mergulho amniótico
Articulação de membros
Mil metros de fôlego a mais
Arte em nadar

15/09/2016

* O pião *


Rodopia o pião
Movimento circunscreve
Permanece instante breve
Segundos do agora então
Roda roda o pião
Desconhece-se quem o joga
Serpenteia extensa corda
Aterrisa rente ao chão
Rodopia o pião
Lá ao longe toca o sino
Desatina os nós do destino
Transfigura-se em brasão
Roda roda o pião
Do princípio e ao reverso
Segue a linha, o trajeto
Contradiz-se sem razão

15/09/2016

* Inominável *


Grão de areia submerso em mar de sal
Poderia ser ...
Aquele mar em rebento nos corais de arrecifes, centenas de gotas a suspenderem-se
partícula
Poderia ser ...
Uma nota falha regida em meio a nona sinfônia,seu derradeiro instante de fúria
Poderia ser ...
A náusea d’um bocejo suicida, tão particular, no meio de tantos
Poderia ser ...
Uma flor em meio a fedentina metropolitana, rompendo a concretude
Do asfalto
Poderia ser ...
O espectro d’um fenômeno , solar a atravessar um prisma de cristal
Poderia ser …
Um insight a pulverizar
Lâmpada em vidraça
Num instante de delírio
Tradução
Poderia ser...
Guerra e paz
Fartura e miséria
Assassino e peregrino
Vênus e marte
Partida e chegada
O prelúdio do fim anunciando um regresso
E a palavra cravada no peito perene da alma
Lágrima que cai
Estrela

14/09/2016

* Despedidas *


Segue teu caminho
Apaga tuas pegadas
Respira…
Só não te esqueces do gosto
Das lágrimas...

03/09/2016

* Vórtice *


Num único fôlego mergulho no tempo
Nas cinzas das horas, minutos, momentos
Do solo que piso ao rubro do sangue
O gosto e o desgosto de meus ancestrais
Do peso dos genes: ponteiros mutantes
Desembesta um pavio ao rumo d’um cais
Infindos os ramos a brotar de meu cérebro
Retorcidas raízes sacodem o instante
Sementes cavalgam na aurora pulsante
D’um fruto incerto de um oráculo ébrio
Pipoco ribomba na gênese dos séculos
Trovão que transpassa em ruídos elétricos
Das areias sugado por curvas engate
Emergindo d’um estalo qual fagulha arremate
Grito mudo num fôlego o pedido de paz

30/08/2016